quarta-feira, 29 de abril de 2009

PAQUITAS, SETE VOZES DE OURO

Jornal: O Globo
Data: 10/9/1989
Autor: Marcos Salles


Dançar e brincar ao lado da Xuxa é o sonho de milhares de crianças. E que tal cantar também e chegar até mesmo a gravar o seu próprio LP?

No início, elas eram apenas as fiéis ajudantes da adorada madrinha, mas a cada programa foram se tornando um charme a mais no "Xou da Xuxa" e hoje, exibindo um misto de doçura e muita energia, formam o time das sete Paquitas: Paquitita, Pituxa, Miúxa, Catuxita, Xiquitita, Pituxita e Xiquita. E nunca trabalharam tanto como agora, pois além das gravações no Teatro Fênix, às terças e quartas, começam a viajar por todo o País, fazendo shows para divulgar as músicas do seu primeiro LP, produzido pela dupla Michael Sullivan e Paulo Massadas, e o terceiro do selo "Xuxa", lançado semana passada já com um disco de ouro garantido - 100 mil cópias vendidas.

Ser Paquita hoje é ter uma profissão - elas são contratadas da Globo, da Xuxa Discos e da Xuxa Produções. A diretora Marlene Mattos, que já está escolhendo a oitava - não precisa ser loura e tem que ter 15 ou 16 anos -, fica sempre atenta á aparência das meninas e ao seu rendimento na escola, que elas conciliam com aulas particulares e a prática de jazz, sapateado, patinação, ginástica olímpica, ginástica solo e aeróbica, para agüentar o ritmo exigido pelos baixinhos.

PAQUITETA - Do show da irmã ao teste do 'Xou'

Chamada pelas companheiras de "Loura", Tatiana Maranhão está no "Xou da Xuxa" há um ano e oito meses e agradece esta oportunidade à sua irmã Patrícia, que, quando integrava o conjunto Afrodite Se Quiser, se apresentou no programa:

- Ela me chamou para ir junto, eu me empolguei e comecei a dançar lá na frente. A Marlene gostou e me convidou para fazer os testes.

Carioca, taurina, 12 anos, estudante da sexta série, Tatiana quer se firmar como cantora. Por enquanto, no "Xou", as emoções são muitas:

- As pessoas querem uma lembrancinha, um fio de cabelo, rezam por nós. E aprendemos muito com a Xuxa, um ser do outro mundo.

MIÚXA - Boas emoções da falsa brasiliense

Nas férias de fim de ano, Cátia Paganote, de 13 anos, deixou Brasília e veio ao Rio, onde desfilou no "Xou". Acabou fazendo os testes e está no programa há cinco meses:

- Na festa do aniversario da Marlene, exatamente à meia-noite, a Xuxa foi ao microfone e anunciou que, a partir daquele dia, eu também fazia parte da turma. Foi maravilhoso.

Carioca mas chamada de brasiliense, estudante da primeira série, Miúxa vai guardando na memória as primeiras emoções do trabalho:

- Como quando um garoto escreveu para mim num cartaz: "Eu te amo." E em todos os momentos a Xuxa é muito carinhosa, nos transmite energia e nos ajuda.

CATUXITA - A 'Top Model' gosta dos ensinamentos

Outra Paquita que despontou nos desfiles realizados. no programa foi Priscila Miranda - e ganhou o apelido de "Top Model", já que venceu vários dos que participou.

Sagitariana, 11 anos de idade, carioca e cursando a quarta série, ela curte muito o seu fá-clube cada uma das Paquitas; já tem o seu - e diz sentir muita emoção na agitação dos shows e com os dizeres dos cartazes, sempre elogiando sua beleza:

- Sou fã da Xuxa. Ela ajuda a gente a vencer e nos ensina muitas coisas, como respeitar e preservar a natureza, que estão destruindo, C a combater as drogas e o fumo. E a nossa fada madrinha, é tudo para ,mim e mora no meu coração.

PITUXA - O próximo passo é ser modelo e atriz

O dia 4 foi especial para a carioca Letícia Spiller, de 16 anos Chegou de show s no Nordeste, participou do "Domingão do Faustão" e gravou com as outras Paquitas uma música para Xuxa, exatamente quando completava seis meses de ''Xou":

- Depois de realizar o sonho de estar no programa e ter gravado um disco, quero me preparar para ser modelo e atriz.

Cursando a primeira série do segundo grau, Letícia é chamada por Xuxa de "Pastel", por andar às vezes no mundo da lua:

- Ela tem sido muito boa para mim. Enquanto houver disciplina e amizade, tenho certeza de que estaremos juntas, Xuxa e as Paquitas.

XIQUITITA - Mudanças para toda a família

A entrada de Roberta Cipriani para a equipe das Paquitas aconteceu de forma curiosa. Seus pais já haviam vendido todos os móveis, pois iam se mudar para Curitiba. Chateada, ela pediu para se despedir do Rio indo ao "Xou da Xuxa". Marlene Mattos a viu e disse: "Esta é a Paquita que a gente estava procurando."

- Ela perguntou se eu queria e comecei a chorar. Meu pai, então, se levantou da cadeira e disse que não ia mais se mudar, que ia ficar aqui para realizar meu sonho.

Roberta, que é mais conhecida como "a surfista", ouve sempre os conselhos de Xuxa:

- Ela marcou muito a gente e nos transmite toda a sua experiência.

PITUXITA - A surpresa depois do aniversário

Há um ano e quatro meses no "Xou", Ana Paula, a "Bonequinha", entrou no programa com a ajuda da irmã, que anotou o endereço da promoção ''Paquita'':

- Ela não falou nada. No meu aniversário, quando decidi me vestir como a Xuxa, a irmã tirou fotos e mandou para a produção. Foi tudo uma surpresa.

Chamada para os testes, Ana Paula realizou seu sonho, que tem lhe dado muitas emoções:

- Num dos shows, uma menina deficiente auditiva fez sinais, dizendo "eu te amo". Ela começou a chorar na platéia e eu, no palco. Quem também passa emoção para a gente é a Xuxa. Falar de suas qualidades daria para escrever um livro.

XIQUITA - A arte de conviver com as mais novas

A mais antiga das atuais Paquitas, Andréa Faria, também conhecida como "Sorvetão", está há três anos trabalhando com Xuxa:

- Ela é e vai ser sempre a minha irmã mais velha querida, amiga, companheira e madrinha.

Além de gravar no coro dos discos da Xuxa e do ex-Menudo Rob, Andréa. já teve a chance de fazer um show solo no Jazzmania. Romântica, mas conciliando bem as atividades artísticas com os estudos - está na primeira série do segundo grau -, a Paquita mais experiente adora conviver com as mais novas:

- Está sendo maravilhoso, pois antes éramos apenas assistentes e agora somos muito mais.

Mais que ajudantes, amigas da 'dindinha' - Madrinha, fada madrinha, dindinha, patroa. Estas são algumas das formas carinhosas que as Paquitas têm para tratar a "Rainha dos Baixinhos". E para falar sobre essas sete peraltas mas muito eficientes ajudantes, só mesmo Xuxa, sem dúvida a fá numero um das jovens estrelinhas:

- Fazer o "Xou" sem elas seria muito difícil pois eu e as crianças já estamos muito acostumadas. As Paquitas são demais, me arrumam e me poupam, escolhendo quem vai participar das brincadeiras. Com elas é tudo muito rápido, mais dinâmico. E suas presenças dão um colorido maior em cada momento do programa, pois elas contagiam os baixinhos.

Sempre brincando com as garotas e atenta às características de cada uma, Xuxa deixa fluir seu lado moleque, colocando nelas os mais engraçados apelidos. Bancando uma espécie de irmã mais velha das sete, a apresentadora explica:

- Elas não são só minhas ajudantes, são minhas amigas também, pessoas com quem gosto de estar. Eu vibro com o sucesso das Paquitas. Sei o quanto elas querem acontecer e cada degrau que vão subindo parece uma conquista minha também, pois torço muito e me sinto parte da vida delas.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...