segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Por que Xuxa não causa na televisão o mesmo barulho que faz na mídia?


Precisou a casa quase cair pra Xuxa comprovar que sua força midiática continua intacta. Não teve site de notícias, entretenimento ou humor que não tenha aproveitado a repercussão em torno de sua suposta saída da TV Globo, rumo à Rede Record. Assim como na época de sua badalada gravidez, algumas marcas aproveitaram o assunto em suas ações de marketing na internet:



Mas não é de hoje que isso vem sendo observado. Desde que resolveu se posicionar nas redes sociais com o seu "jeitinho" espontâneo e bem humorado, já conhecido de seu público desde os tempos mais remotos do Clube da Criança, Xuxa causa barulho na internet e já ganhou inúmeros memes e bordões. Mas por que ela não tem essa mesma força na televisão?


Desde os tempos do "Xuxa no Mundo da Imaginação" a imprensa enfatiza a baixa audiência e as suas inúmeras derrotas para a concorrência, mas é bom lembrar que a situação foi bem menos pior do que foi falado. Desde quando o "TV Xuxa" versão família se consagrou nas manhãs de sábado, as derrotas foram raras: de 2009 a 2012, o programa perdeu apenas 6 vezes na audiência, sendo em 2009 e 2011 que o programa perdeu duas vezes em um mesmo ano. Também é importante ressaltar que a média de programas como o Esquenta ou o Estrelas de Angélica vem registrando não é muito diferente do que fazia o "TV Xuxa" - que é bom lembrar, não era infantil, como alguns ainda insistem em dizer.


Mas apesar de não ser tão ruim em termos de ibope, é fato que desde o começo a atração não conseguiu causar a repercussão e a boa aceitação como era esperado. Não foi pra menos. Passado as tentativas de emplacar um programa infantil já nos tempos de concorrência com internet, video-games e TV a cabo, em 2008 foi idealizado um programa com uma linguagem voltada para todas as idades, na tentativa reconquistar os fãs dos antigos programas de auditório apresentados por Xuxa.


Mantendo o mesmo nome do anterior, o "TV Xuxa" versão família entrou no ar nas manhãs de sábado. A partir daí começou uma superdesvalorização da apresentadora: um programa escondido em um dia e horário considerado "morto" para a televisão, muitos quadros, muitas atrações e pouco improviso e tempo de duração. O carisma e a espontaneidade marcantes de Xuxa se tornaram muito mal explorados, e quando acontecia algo mais inusitado, quase sempre cortado na edição. Em 2011, a atração foi promovida para as tardes, mas mantendo os mesmos erros de antes. Nesse momento, a emissora foi mais além: Xuxa revelou tanto em gravações quanto em entrevistas que a Rede Globo queria uma apresentadora mais contida em frente as câmeras e que tinha a ideia de proibir a plateia de gritar o hino "Xuxa, eu te amo", para não transparecer fanatismo. Resultado: o programa continuou abarrotado de externas, artistas globais, games e concursos, enquanto Xuxa era mera coadjuvante de seu próprio programa.


Em 2012, com Mário Meirelles na direção, o TV Xuxa voltou com um pouco da essência dos seus programas antigos e uma apresentadora mais permissiva em relação a figurinos mais ousados, além de uma dinâmica de palco na qual tinha maior espaço para "soltar a franga". Mas ainda assim, o programa somava cada vez menos tempo de arte (cerca de 1 hora de 10 minutos), muitas horas gravadas e pouca coisa aproveitada. Além disso, as chamadas se tornaram cada vez mais discretas na programação da Globo e não havia o menor investimento em divulgação. O resultado não tinha como ser diferente, e se não fosse a força que o nome Xuxa preserva, poderia ter sido ainda pior.


Para os fãs, talvez não seja tão má ideia a Rainha dos Baixinhos buscar novos ares em uma emissora que dê tempo de sobra para o público ver Xuxa sendo Xuxa em um programa ao vivo, como a própria apresentadora revelou ter vontade fazer. Porém, é sabido que além de ter taxado por anos a apresentadora de satânica, a Rede Record passa a impressão de não ter o aparato artístico necessário para uma produção de qualidade comparado a tudo que Xuxa já fez na emissora carioca. 
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Hugo Castro disse...

Gostaria de eogiá-los pelo artigo, nobre, eu diria.Entendo que são fãs como eu e nossa primeira reação diante de tal quadro em que Xuxa se encontra é defendê-la levando em conta a sua história de sucesso e recordes.
Mas não há necessidade de ser fã pra ver o que é óbvio:HÁ ANOS A ARTISTA MAIS POPULAR E QUERIDA DO PAÍS NÃO É RESPEITADA E VALORIZADA TAL QUAL A PROFISSIONAL QUE É PELA CASA ONDE ESTÁ E AJUDOU A ENRIQUECER.
Acho que uma mudança seria válida. Mas ainda sou daqueles que espero que uma emissora do nome da Globo reintegre uma artista do nome de Xuxa.Mas que mais do que isso-a valorize e lhe dê o aparato que ela(como qualquer profissional) precisa pra trabalhar e brilhar.
Se a Globo não estiver disposta a fazer isso e apenas sufocar a apresentadora num contrato que serve apenas para atacar outras emissoras com o castigo de não poderem trabalhar nem ao menos receber Xuxa-que ela saia.

Anônimo disse...

O grande problema da Rainha Xuxa são as pessoas que a cercam. Infelizmente, nao existe uma visão de colocar a Xuxa sendo a Xuxa. Erro da Xuxa em não explorar músicas fora do mundo infantil. Erro de ter assessores incompetentes. Xuxa é um mito.

Anônimo disse...

Sinceramente, os programas da Xuxa só tinham aquela boa audiência e só irão ter uma boa audiência como antigamente, quando existir de novo, aquela trindade que todos conhecem: Globo, Marlenne Matos e Xuxa. E ainda falo mais...podem falar o que quiser dela, mas uma vez rainha, SEMPRE RAINHA.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...