sexta-feira, 20 de março de 2015

Matéria: Xuxa em Israel (Revista Caras)

A viagem de Xuxa à Israel foi acompanhada pela Revista Caras e contada em detalhes na matéria que estampou a capa da edição publicada em janeiro de 1996. Confira na íntegra:


Pela primeira vez, em muito tempo, a apresentadora Xuxaxa Meneghel (32) mudou seus planos para o fim de ano. O tradicional Natal em família foi trocado pelo misticismo e pela magia de um país distante e envolvente, onde ela jamais havia pensado em passar uma data como essa. "Gente, estou em Israel!", comemorava a loirinha, ao desembarcar no aeroporto Ben Gurion, em Tel Aviv, e se deparar com os primeiros escritos em hebraico. Naquele momento ela começava uma viagem que, internamente, só concluiria algum tempo depois de voltar ao Brasil. "Sei que vai a cair a ficha. Isso só vai acontecer quando eu estiver em casa novamente", dizia, por antecipação. Várias vezes, a estrela parecia não acreditar no que via. "Acho que só me dei conta realmente de que estava aqui quando vi um do exército cheio de soldados. Parecia cena de filme", comentou. Mas o oposto também acontecia. Muitas pessoas não acreditavam que aquela era a própria Xuxa. O sucesso da apresentadora já ultrapassou muitas fronteiras e, em Israel, ela está se tornando tão conhecida quanto em toda a América Latina. 


"Você marcou um X no meu coração", disse um baixinho israelense. "Todarabá",  agradeceu ela, em hebraico, com sorriso feliz. As palavras que aprendeu rapidamente a pronunciar foram usadas durante sua estada na Terra Santa. Até os autógrafos que distribuía já eram dados no alfabeto desse idioma. "O povo daqui é muito carinhoso", reconheceu. A grande expectativa de Xuxa se referia à visita a Jerusalém. Na entanto, antes de chegar à cidade que completa três mil anos em 1996, ela passou dois dias em Tel Aviv, onde participou de programas de televisão e gravou uma música e um video-clipe. Cercada de crianças de várias nacionalidades, pediu paz para o mundo em quatro idiomas: inglês, português, hebraico e espanhol. Depois foi hora de visitar a praça Rabin — onde, há dois meses, depois de participar de uma gigantesca manifestação pela paz, foi assassinado o primeiro-ministro de Israel, Ytzhak Rabin. "Este lugar me impressionou muito, principalmente as paredes, com todos esses escritos de pessoas do mundo inteiro, com pedidos de paz. Infelizmente, foi preciso que ele morresse para se acelerar o processo de aproximação entre israelenses e Palestinos", concluiu a apresentadora, antes de acender uma vela no lugar exato onde o primeiro-ministro foi atingido pelos disparos e de escrever numa pilastra sua própria mensagem: "Paz para todo o mundo. Xuxa." 


A chegada a Jerusalém não podia ser mais especial. Era quase meia-noite do dia de Natal quando a estrela desceu do carro, apressada, e ocupou um lugar na primeira fila da capela do Notre Dame Center. Com os olhos brilhando e o coração batendo de forte emoção, Xuxa acompanhou a Missa do Galo, como uma anônima qualquer. Emocionada com o coral que entoava cancões natalinas, rezou e pediu muita saúde e paz. "Ao ter certeza de que estava na Terra Santa, me deu um negócio por dentro. Eu me senti uma privilegiada por estar vivendo isso tudo. Tive que me segurar. Foi lindo quando aquele coral maravilhoso começou a cantar Noite Feliz", disse. Ao ser reconhecida pelo padre, a apresentadora ganhou dele um cumprimento especial, em voz alta, para todos ouvirem: "Feliz Natal, Xuxa!". 


A seguir, no hotel Sheraton, a estrela improvisou uma ceia de Natal à sua maneira: com muito chocolate. Cercada pelas paquitas que a acompanharam durante a viagem — Diane Dantas (15), Vanessa Amaral (16), Andressa Cruz (16) e Bárbara Borges (16) pela empresária Marlene Mattos (45) e pelo staff que cuidou da viagem, ela relembrou Natais passados e, com ar nostálgico, falou do dia em que descobriu que Papai Noel não existia. "Eu devia ter uns cinco anos, e percebi que o homem usava uma máscara. Queria arrancá-la de qualquer maneira. Corri atrás do coitado com uma vassoura, para bater nele. Até hoje tenho essa minha foto com cara de brava", contou. Ela também lembrou que, quando sua mãe escondia ninhos como vinhos de chocolate para cada filho, se apressava em comer os de todos os seus irmãos. "Eu chegava a passar mal", confessou, às gargalhadas. Embora quisesse estar descansada no dia que seria o mais marcante de toda a viagem, a apresentadora só foi dormir às quatro da manhã. Os termômetros não ultrapassavam os quinze graus, naquele 25 de dezembro, em Jerusalém. 

Depois de dez horas de sono, Xuxa acordou ansiosa por conhecer a Cidade Velha, como é conhecida uma área de apenas um quilômetro quadrado, toda cercada de muralhas. Assim que cruzou a Porta de Jafa, a mais conhecida e movimentada de todas, finalmente se viu frente a frente com a história que tanto queria conhecer. "E impressionante saber que cada cantinho, cada pedra que aqui está tem um significado", disse, ainda sem imaginar o que estava por chegar. A primeira visão que teve foi a das duas mesquitas: a de Omar e a AI Aksa. "Estou sentindo uma energia diferente aqui", comentou, pouco antes de chegar ao Muro das Lamentações. Ali, fãs e fotógrafos que queriam a todo custo um contato com a estrela criaram um certo tumulto. "Eu sabia que ia ver coisas inesquecíveis neste país. Mas a melhor de todas foi a surpresa de encontrar Xuxa", gritou uma fã argentina, enquanto disparava a xereta. 


Com vários bilhetinhos de pedidos nas mãos, a apresentadora continuou a caminhada em direção ao muro, e a concentração do local foi quebrada por uma alegria de crianças, jovens e adultos que sabiam dizer uma só coisa: Xuxa. Ela, comovida, respondia com acenos, e acabou não escrevendo um bilhetinho com seu próprio pedido. "Coloquei bilhetinhos das paquitas, das crianças brasileiras e da Marlene. Eu mesma não pedi nada. Queria que a Marlene parasse de fumar. Mas, como sei que isso não vai acontecer, decidi não gastar papel à toa", brincou. Impressionada com a maneira pela qual os judeus religiosos rezam, ela comentou: "Eles parecem bater com a cabeça contra o muro. Ficam abaixando e levantando por horas seguidas. Acompanhada por um séquito de fãs, a apresentadora atravessou o mercado árabe, onde comprou uma sandália de couro e vários suvenires para os amigos, até chegar à Via Dolorosa e, finalmente, à Basílica do Santo Sepulcro. 


Durante o trajeto, recolheu do chão algumas pedrinhas para levar para o Brasil. "São as pedras do caminho por onde Jesus passou. É bom vocês levarem algumas também", aconselhou às paquitas. "Custo a acreditar que estou passando por aqui", repetia a todo o instante, até alcançar a porta da basílica. Do lado de dentro, sua emoção atingiu o grau máximo no momento em que ela pôde tocar a pedra sobre a qual o corpo de Jesus Cristo, depois de ser retirado da cruz, foi lavado e ungido. "Eu não sabia se ria, se gritava ou se chorava. Não sei explicar o que senti naquele momento. Percebi estava tocando na história, uma sensação nova e mágica. Muitas vezes dizem que é preciso crer para ver, e eu vi para crer. Jamais vou esquecer este momento. Para mim foi o mais forte de toda a viagem", confessou ela, antes de o local onde o corpo foi enterrado e de acender velas. Depois dessa viagem pelo tempo, Xuxa queria também se divertir e rumou para o Mar Morto. 


No caminho, passou pelo deserto de Judá, onde interrompeu o trajeto para andar de camelo. Usando um traje típico, seguiu com o beduíno Ahmad Sueilim Guan (40), que queria lhe mostrar seus filhos, até a tenda dele. Às crianças, a estrela distribuiu bonecas e bonés. "Que gracinha! Olha a carinha dele! encantou-se, apontando o pequeno Mohamad (4), que, mesmo sem saber ainda cantar Ilariê, já demonstrava ser fã da artista. A parada acabou demorando mais do que o previsto e Xuxa só chegou ao Mar Morto à noite, preferindo banhar-se numa piscina aquecida. "A gente não afunda mesmo!" , constatou, ao dar o primeiro mergulho na água salgadíssima. Dez minutos depois, experimentou uma outra sensação: a de ter o corpo inteiramente recoberto por lama das profundezas do mar. "Olha só, o Michael Jackson (37) ficou branco e fiquei preta!" , comentou, arrancando de todos uma gargalhada geral.



Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Anônimo disse...

Fico sem acreditar como a Xuxa caiu em sua carreira. :(

Sâmara Paula disse...

To com muita raiva da Globo que esta censurando a Ivete Sangalo porque ela elogiou a contratação da nossa Rainha pela Record. O diretor da Globo chamado Boninho diz que Ivete será substituída por Sandy como jurada do próximo SuperStar, e que ela não poderá mais aparecer programas que ele dirige: Mais Você, Encontro com Fátima Bernardes, Estrelas, Caldeirão do Huck, Vídeo Show... Pois, em solidariedade, também não assisto mais essa drogra de tv, vou boicotá-la tb.

Sâmara Paula disse...

To com muita raiva da Globo que esta censurando a Ivete Sangalo porque ela elogiou a contratação da nossa Rainha pela Record. O diretor da Globo chamado Boninho diz que Ivete será substituída por Sandy como jurada do próximo SuperStar, e que ela não poderá mais aparecer programas que ele dirige: Mais Você, Encontro com Fátima Bernardes, Estrelas, Caldeirão do Huck, Vídeo Show... Pois, em solidariedade, também não assisto mais essa drogra de tv, vou boicotá-la tb.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...