domingo, 26 de julho de 2015

Música: Hey Mickey!

Por: Leandro Franco

O ano é 1987, a imprensa em polvorosa anuncia que Xuxa deixa as convenções de lado e escancara seu amor por um “jovem” senhor de 59 anos. Ela, com 24 aninhos, não se sentiu incomodada em dizer para o amado (e para todo o Brasil): “é lindo seu olhar, seu riso me faz bem, você me faz pirar, que charme você tem”. Ah, o amor...



Essa Love Story começou lá em 1981, quando se encontraram pela primeira vez a moça de 18 anos e o experiente senhor, que só usava calças vermelhas, mas nem só de amor vive uma história dessas; como Xuxa ia lidar com o ciúme da namorada dele? A D. Minerva sempre foi ciumenta! Xuxa, Xuxa... olha bem o que está fazendo, já não bastou aquela história com o rapaz marombado não ter dado certo (a gente vai falar disso lá no fim)? – disse um amigo próximo que preferiu não se identificar.



E é assim nessa notícia inventada, que começamos a falar do amor inventado da loira pelo camundongo Mickey. No Xegundo Xou da Xuxa (1987), Xuxa lançou a faixa Hey Mickey, uma música que não foi trabalhada, não teve clipe e passou ilesa pela lista de “músicas mais lembradas de Xuxa”, mas nem por isso deixa de ser interessante.



A Origem
Quase a totalidade daqueles que viveram a era Xou da Xuxa sabe que a música é versão de uma canção estrangeira, mas existem muitos outros detalhes nessa história.
Em 1981 a cantora americana Toni Basil lançou seu primeiro disco, World of Mouth, e soube escolher direitinho o single de estreia: Mickey! Calma, ainda não é o Mickey da Xuxa.


Mickey, da Tony Basil, é também uma versão, o que pouca gente sabe! A canção Kitty (1979) –do grupo inglês Racey – foi a inspiração para os compositores Mike Chapman e Nicky Chinn criarem o único sucesso da carreira de Toni. Versos foram modificados e o nome de Kitty substituído pelo de Mickey, que era um cara qualquer, nada relacionado ao personagem de Walt Disney. Missão cumprida, Mickey (assim mesmo, sem o Hey) chegou ao #1 da Billboard Hot 100 e ao #2 na parada britânica.


As primeiras versões da “versão”
Sucesso declarado, hora de ser reaproveitado. Em 1983, o humorista e cantor “Weird Al” Yankovic lançou seu disco de estreia e nele incluiu uma paródia de Mickey. Dessa vez chamada de Ricky. A versão de Yankovic era lotada de referências ao seriado I Love Lucy  (#TeQuieroXuxa ) e teve até clipe, que também “homenageou” Toni Basil ao colocar uma cheerleader dançando no finalzinho.


Alguns anos depois – em 1986 – foi a vez da Disney dar sua mordida no bolo. Como não aproveitar a música chiclete e o nome do seu personagem mais famoso a seu favor? E foi só isso mesmo que a Disney aproveitou; os versos de Toni foram totalmente alterados e nascia assim uma declaração de amor de Minnie ao seu eterno namorado Mickey. A música passou a se chamar Hey Mickey e saiu no disco “solo” da Minnie, Totally Minnie  – que teve sua voz feita pela cantora Desireé Goyette, responsável pela voz de várias personagens infantis como Barbie e Bety Boop.


Toni x Minnie x Xuxa
E o que nos leva a crer que a versão de Xuxa – sim, dela mesma! Xuxa é a responsável pela letra em português do hit Hey Mickey – é baseada na versão da Minnie e não na de Toni Basil?
A letra feita por Xuxa se assemelha muito mais a de Minnie que a de Toni Basil.



Comparem uma das estrofes:
Toni (em tradução livre)



Minnie (em tradução livre)



Xuxa



As semelhanças ocorrem pelo restante da letra. Quem quiser conferir tudo, é só clicar nos links: Toni BasilMinnieXuxa


Um fato curioso e que pode ser relacionado a isso é que, em meados da década de 80, a versão da Minnie tocava nos parques da Disney, em Orlando – principalmente nos espaços reservados para fotos com os personagens. Xuxa, nessa época, participava de pacotes turísticos acompanhando crianças brasileiras à Disneylândia. Nada impede que ela tenha ouvido a música, gostado e sugerido a inclusão em seu álbum aqui no Brasil.

Xuxa posa ao lado de fãs em uma das excursões para a Disney World
E como contra fatos não há argumentos, temos o LP de 1987 pra provar. No rótulo do vinil está lá creditada a versão da Minnie – Hey Mickey (Hey Mickey) – e não somente Mickey, que seria o correto caso fosse para creditar a versão de Toni Basil.


A informação se repete nos relançamentos do Xegundo Xou da Xuxa em CD.


Só que nossa trama se adensa! Em 2013, aparece o Box Xou da Xuxa, relançando os 7 primeiros discos e nos créditos do segundo disco agora aparece Hey Mickey (Mickey).


Mesmo assim, continuamos firmes no que dissemos, pois temos que levar em conta que esse box não teve muito cuidado em sua elaboração e parece ter sido feito meio às pressas, a começar pela capa do encarte que é montagem descabida feita da forma mais rudimentar possível, mas isso não vem ao caso, e além do mais temos a maioria: (LP (1987), lançamento em CD (1995), relançamentos (1997 e 2006).


Hey Mickey no Xou da Xuxa
Como já dissemos, Hey Mickey não foi uma música trabalhada. Não foi um single, se assim a quisermos chamar, mas ela tocava de fundo durante as brincadeiras. Por sua vez, a versão de Minnie também tinha seu espaço no programa: não raramente podia ser ouvida durante os sorteios divertindo Xuxa, Moderninho e Cia.


Na série de programas Xuxa - 12 anos com você, exibida em 1998, temos um momento divertido de Xuxa relembrando a música e ficando horrorizada com seus agudos. Ao final ela ainda conta que sua paixão pelo Mickey existia, mas que o Pateta também era dono do seu coração. Hey Goofy!

A língua do X
Xou da Xuxa, xuxexo, xenxaxional... A língua do X teve seu momento nos anos 80, virou modinha, principalmente nas matérias impressas que sempre incluíam uma frase ou outra usando o trocadilho. Curiosamente, Hey Mickey foi a única música onde Xuxa usou desse recurso – “xou feita pra voxê”.


Depois disso, só Amanda (ex-Trem da Alegria) o fez em Recado pra Xuxa (1989). Não podemos esquecer que foi só o Xegundo Xou da Xuxa que brincou com isso também. Já imaginaram: Xuxa Xinco ou Xou da Xuxa Xeis, Xete?

O elemento lúdico
Seguindo o caminho iniciado no primeiro álbum Xou da Xuxa (1986), Xuxa continuava sua inserção no mundo dos personagens de desenho animado e contos infantis no Xegundo Xou da Xuxa. Se tudo começou com Peter Pan e She-Ra, agora temos praticamente toda a nata do universo de desenhos animados da época: Scooby-Doo, He-Man, She-Ra (Festa do Estica e Puxa), Rambo (Rambo)...e claro, nosso camundongo de calças vermelhas, Mickey.


Entenderam agora porque falamos do caso do rapaz marombado que a Xuxa queria conhecer, mas pelo jeito não deu certo? “Por Grayskull, She-Ra! Me apresenta pro He-Man, seu irmãozinho é uma gracinha…”


Trabalhada ou não, lembrada ou não, Hey Mickey marcou seu lugar em muito coração de baixinho nos anos 80, fez muita gente descobrir a Toni Basil – que ficou só nisso mesmo – e certamente deixou uma ratinha apaixonada por laços cheia de ciúmes.


Como disse tia Xuxa no encarte do álbum: vamos todos juntos gritar: Hey Mickey!




Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Kildare Sena disse...

pra te ajudar mais sobre informações de "Hey Mickey": http://www.youtube.com/watch?v=aOYyWZa17E0

µЙ∂M™ disse...

Oi Boa tarde, acompanho sempre seu blog, adoro demaiiis!! Eu queria pedir pra que você disponibilize se puder o encarte do BOX "COLEÇÃO XOU DA XUXA" com todos os creditos de todos os albuns do xou por gentileza? Obrigado desde ja

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...