quinta-feira, 16 de julho de 2015

Te Quiero Xuxa: O remake de I Love Lucy - parte 1

Em meados de 1997 pipocou na imprensa que Xuxa iria estrelar a sitcom dos seus sonhos. A Rainha gravaria um remake em espanhol do seu seriado preferido: I Love Lucy, que seria traduzido para "Te Quiero Xuxa". As gravações ocorreriam no exterior e as primeiras notinhas davam conta que ainda não havia sido definido em qual país a loira iria gravar.

Confira abaixo a matéria publicada na no caderno TV Folha do jornal Folha de São Paulo, no dia 25 de maio de 1997, que conta detalhes sobre os preparativos da produção.

Xuxa fará remake de "I Love Lucy"




por BRUNA MONTEIRO DE BARROS

Xuxa, a "Rainha dos Baixinhos", está se preparando para interpretar o papel de Lucille Ball na nova versão, em espanhol, do programa "I Love Lucy". A regravação do seriado já foi feita em Portugal e agora a CBS, dona dos direitos do programa, investe na língua espanhola. Xuxa foi escolhida para o papel em recente pesquisa realizada na Espanha, México e Argentina.


Consultada, aceitou a proposta e, em breve, deve estar gravando o programa piloto do que será o "Te Quiero Xuxa". Ainda não está acertada a produção do seriado para o Brasil. "Vamos fazer primeiro para os países de língua espanhola, depois estudaremos a hipótese de uma versão brasileira"» diz Victor Tobi, agente internacional da artista. Uma versão em inglês está sendo estudada pela Xuxa Produções e pela CBS.

O ator para o papel do marido Ricky —originalmente interpretado por Desi Arnaz, marido de Lucille também na vida real— ainda não foi definido. "Gravaremos pilotos com dois atores espanhóis, que estão disputando o papel, depois decidiremos", conta Tobi. O agente diz estar escolhendo os episódios a serem regravados e pretende fazer os pilotos daqui a 60 dias. Os cenários serão montados nos estúdios do canal espanhol Antena 3. "Havia uma dúvida entre Espanha e México", conta Xuxa em entrevista à Folha. "Prefiro a Espanha, devido à altitude, que é melhor para trabalhar, além de minha mãe morar lá. "


Xuxa se diz fã incondicional do seriado. "Quando disseram que iriam me mandar as fitas, falei que não precisava. Tenho quase todos os episódios em casa." Mas a artista mantém a humildade quanto à responsabilidade do papel. "Vai ser uma coisa nova para mim, mas sei que Lucy nunca será substituída.

"I Love Lucy' foi criado por Lucille Ball em 1951. A atriz não era famosa e trabalhava em filmes B, de baixo orçamento e produção descuidada. Casada com Desi Arnaz, um músico cubano, Lucille não passava por uma boa fase nem profissional nem financeira. Juntou as economias e gravou o piloto de uma comédia na qual contracenaria com o marido e mostraria a vida de um casal e seus problemas domésticos. No final, levou seu produto à CBS.

A empresa, a princípio, relutou em produzir um programa comum casal formado por uma norte-americana e um cubano, já que a sociedade da época —os anos 50 -e ra muito conservadora. Mas decidiu arriscar. O programa chegou a atingir 67% de audiência e foi considerado o precursor das chamadas comédias de costumes. A CBS o adquiriu por US$ 4,5 milhões. Em 1953, Lucille e Desi já eram o casal mais rico de Hollywood. Montaram uma empresa —a Desilu—, que produziu telesséries como "Missão Impossível" e "Jornada nas Estrelas".


Comédia ficou 23 anos no ar

"I Love Lucy' foi o primeiro de uma série de programas protagonizados por Lucille Ball, exibidos ininterruptamente por 23 anos. Em 1953, Lucille estreou ao lado do então marido Desi Arnaz. Fez fama e dinheiro, além de dois filhos —Lucie Desirré e Desi Arnaz Jr.

Produzido até 1957, "I Love Lucy' chegou a alcançar audiência de 67% nos EUA e foi transmitido em mais de 44 países. No início de 1960, a comediante divorciou-se de Aranaz e passou a protagonizar o "The Lucy Show", que continuou fazendo sucesso e ficou no ar até 1968.

Nesse ano, o seriado passou a se chamar "Here's Lucy', trazendo os filhos da atriz interpretando os filhos da personagem. Em janeiro de 1989, Lucille voltou à TV com "Vida com Lucy', que não fez sucesso. A atriz morreu em julho do mesmo ano, após um ataque cardíaco.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...