sábado, 8 de agosto de 2015

Música: Dia dos Pais (Amigo Velho)

Por: Leandro Franco


Não basta ser pai, tem que participar!

Tem frase mais conhecida que essa quando se quer falar da função se ser pai? Provavelmente não. Há anos isso é repetido até mesmo por quem nem sabe que a famosa frase se popularizou com um comercial de TV. Tão conhecida quanto é a história de Xuxa com Sr. Floriano, seu pai: o tempo que ficaram sem conversar, o reencontro forçado no último Xou da Xuxa em 1992, a reconciliação, as demonstrações de afeto posteriores no Xuxa 12 anos ou Planeta. Nenhuma novidade.


Na seara musical, também não é novidade que Pai, de Fábio Jr., provavelmente seja a música nacional mais popular sobre a relação pai/filho. O equivalente a isso no universo infantil é Dia dos Pais – que todo mundo conhece por “Amigo Velho” –, gravação de 1984, da “Turma do Balão Mágico”. Xuxa, em 2001, regravou essa canção especialmente para o Dia dos Pais e, claro, temos que falar dela no dia de hoje, afinal não basta só cantar, tem que explicar.



Origem
O repertório musical da Turma do Balão Mágico – grupo infantil que foi sucesso nos anos 80 – é 85% composto de versões de músicas internacionais. 


E essas adaptações foram conduzidas, quase em sua totalidade, pelo compositor Edgard B. Poças. Edgard transformou uma das músicas infantis espanholas mais tristes em uma lúdica homenagem ao Dia dos Pais.


Em 1980, a dupla espanhola Enrique y Ana lançou um de seus maiores sucessos: “Mi Amigo Félix”. O homenageado era Félix Samuel Rodriguez de La Fuente, ambientalista espanhol famoso pela sua luta em favor da natureza, suas publicações e documentários para a TV.



Félix faleceu em 14 de março de 1980, vítima de uma acidente aéreo e sua morte chocou a Espanha. A dupla Enrique y Ana decidiu então render-lhe uma homenagem em forma de música.



Na letra original, a autora Gloria Fuertes – conhecida escritora e poetisa espanhola – conta como os animais e a natureza em geral ficaram tristes e narram a chegada de Félix ao céu. O ambientalista era conhecido como “El Amigo de La Naturaleza”.


Certamente uma pessoa que Xuxa gostaria de ter conhecido e, se ele tivesse o mesmo apelo no Brasil, poderia até mesmo gravar a canção em seus versos originais. Eduardo Poças escreveu os novos versos e surgiu a homenagem ao pais cantada por Simony & Cia. A melodia original foi mantida.




A regravação de Xuxa
Pela primeira vez Xuxa regravou uma música do Balão Mágico. O motivo? A edição especial do programa Planeta Xuxa, exibida no Dia dos Pais de 2001. O histórico de Xuxa em lançar músicas comemorativas já era grande, mas faltava uma para o Dia dos Pais. A escolha foi certeira pois a canção já era conhecida, além de nostálgica, afinal o público de Xuxa certamente já havia cantado isso nas festinhas de escola ou se lembraria do Balão Mágico. Certeira mas desperdiçada.


Nessa época Xuxa já estava numa outra fase de sua carreira fonográfica – a série XSPB – e gravações nesse estilo já não tinham espaço nos discos. Resultado: Dia dos Pais entrou para a gigante lista de músicas não lançadas oficialmente.

Os convidados: Lana e... ?
Xuxa divide os vocais da canção com a então paquita Lana Rhodes e um “baixinho”. Infelizmente não há registro do nome do garoto. No programa especial a música foi tocada 3 vezes: na abertura e num dos blocos através do clipe e no encerramento através de uma apresentação no palco. Nessa época, o Planeta enfrentava sua pior fase de edição: cortes bruscos praticamente eliminavam a continuidade do programa, era uma colcha de retalhos. É nítido que Xuxa, ao final, chamou seus parceiros ao palco para cantar a música, mas com a péssima edição, o que nos foi exibido já começa direto na canção, sem qualquer introdução. Ao encerramento onde ela provavelmente agradeceria a presença dos dois, já temos os créditos do programa subindo mesmo antes da canção terminar.



O Xuper Blog, conversando com um de seus contatos, comentou a curiosidade de se saber o nome do garoto para complementar a postagem. Esse contato foi adiante e perguntou para a própria Xuxa... Vejam vocês mesmos:


Valeu a intenção, Gabriel. ;)

O clipe
Um clipe bem simples foi feito. Gravado totalmente em cenas externas, temos Xuxa, Lana e o garoto em meio a um parque natural entoando as estrofes e numa outra tomada todo o elenco do Planeta Xuxa – Paquitas, You Can Dance, Bombom, Fortões etc – cantando o refrão.


Em determinada parte podemos ver todos utilizando uma camisa branca com a foto do respectivo pai estampada ao centro. O clipe só foi exibido nesse programa, porém foi exibido DUAS vezes. Um desperdício, pois o tempo gasto na reexibição poderia ter sido aproveitado com os diálogos cortados na edição final.



Mundo da Imaginação
Pouco depois, em 2004, Xuxa começou o infantil Xuxa no Mundo da Imaginação exibido na sexta-feira que antecedia o Dia dos Pais com a música ao fundo, mas não fez qualquer menção à mesma, sequer cantarolou.



Dia dos Pais mostra que até mesmo as canções mais esquecidas (até pela própria intérprete) têm uma história que merece ser contada. Nosso abraço a todos aos pais, nossos velhos amigos, afinal “todo dia é dos pais”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...