terça-feira, 1 de setembro de 2015

Opinião: O peso de ser "Xuxa Meneghel"

Por: Leandro Franco

Ontem foi ao ar o terceiro programa Xuxa Meneghel. O que seria mais um programa normal acabou se tornando um rebuliço de tamanho talvez comparado ao da estreia. Nada demais aconteceu no programa, então por que tanta comoção? Exatamente por isso: nada demais aconteceu. Tivemos quadros novos (Ser Amigo e O Jogo das Tortas) e já conhecidos (Toc Toc, Musical e Entrevistas no estúdio e por VTs); o fato é que, diante do apelo popular mediano (para baixo) dos convidados, Xuxa sofreu um baque em sua audiência: o programa ficou com a medalha de bronze no pódio do ibope.


O terceiro lugar do terceiro programa foi o suficiente para uma renca de gente, todos auto denominados “fãs” da apresentadora transformarem as rosas jogadas na estreia em pedras.
Somado a isso temos as manchetes sensacionalistas de sites que usam o nome de Xuxa para fomentar esse tipo de carniça midiática.
Tivemos desde “Xuxa leva surra, enquanto Globo tem seis vezes sua audiência” a “Ratinho passa como um trator por cima de Xuxa e conquista a vice-liderança”.


O terceiro lugar aconteceu, é fato; mas poderiam me explicar por que ninguém escreveu há duas semanas “Xuxa passou como um trator sobre Ratinho em sua estreia”?. Alguns mais sedentos colocaram até mesmo Adriane Galisteu na roda: “Xuxa perde para Galisteu que homenageava Hebe”. Percebem a parcialidade de uma notícia assim? Galisteu era a convidada do programa do SBT, então que colocassem “Zeca Pagodinho – convidado de Xuxa no programa – perde para Adriane Galisteu – convidada de Patrícia Abravanel” ou então “O Programa Xuxa Meneghel perde audiência para Máquina da Fama”. Ninguém quer que não seja dada a notícia, mas que sejam corretos no que dizem.


Se esse tipo de comportamento é esperado da imprensa desde que Xuxa existe, o que não dá pra entender é por que tantos “fãs” se sentiram ultrajados com o terceiro lugar. Todos nós somos muito exigentes com Xuxa, sempre fomos e não lhe damos o direito de ser menos que mais. Só que tudo tem um limite, TUDO.
Chegar ao ponto de fazer uma lista com tópicos dizendo o que ela PRECISA fazer pra ser sucesso é algo tão impensado quanto bombardear pessoas da equipe do programa com grosserias.


O fato de Xuxa estar onde está é sim graças ao seu público que se encantou pelo seu carisma, pelo seu brilho, mas vejam bem: público, conjunto, todos – todos somos um e juntos não existe mal nenhum. O que acontece é o contrário: um quer ser todos e se sente no direito de falar em nome da coletividade. Infelizmente esse um vai aparecer mais que todos, pois a nuvem negra sempre é vista antes das outras.
Dia desses alguém postou no Twitter que "hoje em dia qualquer um se acha no direito de se nomear crítico de TV, mas se esquece que Xuxa tem de carreira mais que a maioria dos seus 'críticos' tem de vida". Simples e objetivo assim.
Derrotas na audiência não são um capítulo novo no livro de Xuxa. Até mesmo o festejado e intocável Xou da Xuxa teve seus deslizes. Durante determinadas épocas, o Xou chegou a ser ameaçado por um seriado americano, Família Dinossauro, em 1992. Enquanto Xuxa estava no ar o programa rendia 9 pontos de média, quando aparecia a Família Dinossauro a audiência ia para 19 (!!!) pontos – Contigo n.881 de 4/8/1992.



O Planeta Xuxa tão amado, idolatrado perdeu parte de sua duração em razão da baixa audiência e não raras vezes viu  o "Curtindo uma Viagem" de Celso Portiolli ou Sílvio Santos com o "Qual é a Música" passarem “como um trator”.


E o TV Xuxa? Precisa de maior alarde do que a perda de pontos para reprises do desenho Pica Pau na própria Record?


E ela não passou por isso tudo de cabeça erguida? Passou. Foi alvo de deboche ou de comentários de que sua época já tinha passado? Claro. E essa época passou? Não e nem vai passar enquanto ela tiver vontade de se arriscar. Tudo que aconteceu ontem provou que isso ela ainda tem de sobra. Nunca houve uma mulher como Xuxa, estampou a Veja em sua edição 1744. Arrisco dizer que não haverá também.


A insatisfação dos "fãs" pode ser medida na que dizem faltar para Xuxa “SER” sucesso.
Falta ritmo, falta animação, falta roupa feminina, falta cabelo comprido, falta música, falta platéia, falta paquitas, falta convidado, falta ser, falta fazer, falta dizer.
Depois de apontar tanta “falta” que Xuxa e seu programa têm, falta o principal ao “todos somos um”: FALTA RESPEITO à artista que Xuxa já provou ser e, sobretudo, ao ser humano que é.
Que hajam críticas para que aconteçam melhoras, que ela erre para acertar, que ela caia pra se levantar, que ela perca para ganhar... Afinal, em 2014, ela se despediu pra poder voltar.


Comentários
7 Comentários

7 comentários:

Bruno disse...

Discordo dessa crítica em alguns pontos.

Tão injusto quanto essas manchetes alarmistas é comparar o desempenho ruim do terceiro programa Xuxa Meneghel com as fases difíceis do Xou e do Planeta.

Estamos falando de um programa recém-estreado que ainda é novidade e que, por isso, tem o desafio primordial de uma atração nova, que é de surpreender, apresentar coisas novas, ganhar público.

Não estamos na mesma situação do Xou e do Planeta, programas que na época já eram sucessos consagrados e então passaram a perder pontos significativos para a concorrência.

Concordo que Xuxa é uma artista que desde sempre é alvo de críticas por vezes injustas e de cunho muito mais odioso e preconceituoso do que argumentado e construtivo.

Mas também é desrespeitoso duvidar do respeito e do amor de um fã pelo simples fato de que ele questiona a obra que seu ídolo oferece, e se decepciona quando esse material não tem êxito ou potencial para ser sucesso.

O fato é: somos exigentes com a Xuxa porque fomos acostumados com o sucesso.
Convenhamos que o programa estreou muito bem e caiu consideravelmente - e aqui não falo da audiência. A audiência é consequência, sobretudo, do conteúdo apresentado. É óbvio que temos uma concorrência poderosa, com estreia de novela amplamente divulgada e esperada, horários e tempo de duração estrategicamente modificados e dispostos para atingir diretamente a Xuxa na Record, e as atrações do SBT, Band e RedeTV!
O que caiu foi o conteúdo. A espontaneidade e o humor de Xuxa e a emoção dos fãs brilharam na estreia. No segundo programa, a espontaneidade de Xuxa também foi o destaque. No terceiro programa, mais uma vez. O melhor conteúdo é a Xuxa.

AMO A XUXA. Não a crucifico. Quero o seu melhor, e da parte dela nós sabemos que temos o melhor, porque ela é simplesmente a melhor atração do programa desde a estreia. Mais do que nunca, Xuxa prova que é capaz de segurar e tornar melhor (e mais assistível) um programa que pode não ter o melhor conteúdo do mundo.

Júlio Silva disse...

Parabéns pela crítica madura, objetiva e correta. Ontem eu saí de todos os grupos de "fãs" da Xuxa por esses motivo que você tão bem descreveu. O povo vive de passado e não nota que o programa está muito bom, evoluindo semana após semana. Parabéns mesmo!

Junior disse...

Seu texto está sensacional.... Parabéns, como fã VC MD representa.

Renato disse...

Acompanho o Blog e os parabenizo por serem de certa forma, imparciais, afinal, existem muitos fas por aí que sao cegos.

Sou fa de Xuxa desde os 4 anos (hj tenho 32) e como fa, me sinto desrespeitado pela apresentadora. Xuxa foi Xuxa por por 32 anos e agora está querendo ser Ellen. Xuxa vivi dizendo que respeita seus fas, mas querer transformar a "Xuxa Diva" a qual fomos apresentados e pela qual nos apaixonamos em um Ellen, é uma falta de respeito e consideraçao.

Adoramos ver Xuxa brincalhona, livre e boba... mas também adoramos ve-la ACIMA DAS OUTRAS APRESENTADORAS... como uma Diva, que entra no palco dando Show (xou). Ela sabe o quanto os fas querem isso. Ela sabe o quando a gente quer ve-la cantando, ve-la chegando ao palco com uma entrada triunfal, mas NOS NEGA ISSO. Cade o respeito?

Agora esse papo de se inspirar na Ellen. Xuxa é muito mais apresentadora do que a Ellen. Tem mais experiencia e, de certa forma, até mais fama. Ellen é famosa pq é americana... fosse brasileira jamais teria chegado onde Xuxa chegou.


Estamos vendo Xuxa enterrar a si mesma e, ao invés de nos juntarmos e alertá-la, ficamos aplaudindo. ESSE É O ERRO. Isso é provavelmente o que as pessoas que trabalham com ele tem feito. Como fa, fico preocupado e extremamente triste.

Anônimo disse...

olá Renato... a Xuxa ja deixou claro que não quer mais fazer esse tipo de apresentaçao.. não deve mais fazer sentido pra ela fazer o que fez a vida inteira (usar apliques, se enfeitar toda), ainda por cima ela agora precisa usar tênis por causa do problema nos pés. pq a necessidade de uma entrada triunfal? quem tem saudades dessa epoca pode ver as centenas de videos que circulam na internet. com mais de 30 anos de carreira a Xuxa tem o direito de fazer o que quiser... e se os próprios fãs ficarem enchendo o saco, fica dificil. o que eu desejo mesmo é que ela seja feliz. e há muito tempo eu nao a via com esse brilho nos olhos. ela não está se enterrando, pelo contrário. está renascendo. estou feliz por ela.

Anônimo disse...

Gostei do primeiro programa, apesar da entrevista com os atores da novela ("nossa, que sucesso!" "sucessão, né?" "vcs esperavam tanto sucesso?"). O segundo achei mais ou menos, as tiradas da Sabrina ajudaram. Não gostei do 3°, aquela entrevista com o criador de cachorro, uma tristeza.( " Ele tem um cachorro chamado viaduto, que ele pegou no viaduto, gente! Tem um cachorro chamado poste, que ele encontrou amarrado no poste!" E a participação do Zeca pagodinho, parecia quando a gente faz festa em casa, a festa já acabou mas ainda tem umas pessoas que não querem ir embora (fim de festa). A Xuxa tem obrigação de ser segundo lugar, esse é o objetivo da Record. Não vi diferença deste programa com o chatíssimo e cansativo TV Xuxa. E a equipe dela tem obrigação de preparar algo melhor para apresentar ao público, se não a audiência vai escorrer pelo ralo, tal como aconteceu essa semana.

Renato disse...

Entendo que ela tenha o direito de fazer o que queira, mas ACHO INJUSTO negar os pedidos dos fas. Poxa, foi ela mesma (ou a Marlene, que seja) quem criou essa imagem de Xuxa rainha.

Tem outra coisa... televisao é glamour, é fantasia... se nao tiver isso, perde a graça. Se a Xuxa ficar fazendo um programa no qual ela haje como qualquer apresentadora (ou seja, sem glamour), ela consequentemente deixará de ser a atraçao principal do programa e passará a ser mais uma apresentadora entre tantas. Vai precisar de muito conteúdo (ou apelaçao) para levantar a audiencia.

Fora que esse papo de que agora ela está com brilho nos olhos... de que agora ela está podendo fazer o que quer. OUVI A MESMA COISA quando ela largou o PLANETA e veio como o XMI. Deu certo??? NAO. Ela aprendeu? NAO.

XUXA É TEIMOSA PRA CARAMBA... e do tipo que nao dá o braço a torcer. Nao quero ser venenosa dizendo essas coisas, mas desde que ela se separou de Marlene, a carreira dela só tem piorado. É fato.


Me digam pq uma apresentadora com 32anos de carreira precisa se "inspirar" em outra que tem muito menos experiencia?

Ela tem que entender que ela nao está fazendo tv para ela...está fazendo para um público, e precisa ouvir esse público.

Infelizmente tenho que me contentar com as Xuxas do youtube ultimamente... mas me sinto desrespeitado com isso.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...