quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Xuxa e Playboy - além do óbvio

Por: Leandro Franco


No último dia 19/11, a Editora Abril anunciou que deixará de publicar, entre outros títulos, a revista Playboy. A mais famosa revista voltada ao público masculino se tornou referência nos ensaios de nu feminino, o óbvio. Na longa história dessa publicação, quem não se lembra do ensaio de uma das modelos mais requisitadas nos anos 80, conhecida por sua aparência “saudável”, que posou ao lado de Pelé numa capa para a Revista Manchete, fez inúmeros anúncios de roupas íntimas, jeans, editoriais de moda e era destaque nos bailes de carnaval do Rio de Janeiro?


Pensaram que falávamos de Xuxa? Não! Estamos falando de Luíza Brunet.
E alguém aí já viu leilão de Playboy da Luiza virando notícia? Ou então alguma manchete com os dizeres “veja as fotos proibidas de Luíza!”? Impressionante como trabalhos idênticos tomam caminhos diferentes por conta da necessidade das pessoas em fazer polêmica onde não existe. O que é normal pra uma vira o “passado proibido” de outra. Se não houvesse tanta vontade em deturpar o contexto das fotos, talvez Xuxa não precisasse ter gastado seu tempo respondendo perguntas sobre seus antigos trabalhos ou até mesmo tomando medidas judiciais para frear o oportunismo alheio.


Falar de Xuxa na história da Playboy vai muito além de seu ensaio nos idos de 1982. Ensaio que, como dissemos, recebe uma supervalorização fundada única e exclusivamente na dimensão tomada pela carreira de Xuxa. O que muita gente não se lembra é que essa mesma publicação trazia entrevistas marcantes dos maiores expoentes da economia, política, entretenimento, esportes: Mohammed Ali, Fidel Castro, John Lennon, Nelson Rodrigues, Sartre, Ayrton Senna, Lula, Fernando Henrique Cardoso e, claro, Xuxa.



Xuxa concedeu duas entrevistas – memoráveis – à Playboy, em 1983 e em 1996, ambas nas respectivas edições de aniversário. Sim, duas entrevistas! E olha que isso é raro na história da revista. Tão raro que vamos transcrever o que foi publicado na época de sua segunda entrevista:

“A rainha Xuxa passa a integrar o ultra-seleto elenco de personalidades alvo de uma segunda entrevista – uma constelação à qual apenas Pelé e Emerson Fittipaldi pertenciam até agora”.




Em 2005, do trio ultrasseleto, só Xuxa e Pelé foram escolhidos para figurar no livro “As 30 Melhores Entrevistas de Playboy”. E dos dois, só Xuxa teve mencionadas suas duas entrevistas. Foi mais além: ela também estampou a capa do livro. E não acabou! Além de suas próprias entrevistas, ela foi assunto em boa parte das entrevistas de Pelé e da de Ayrton Senna. E pensar que ainda tem muita gente que se lembra só da meia dúzia de cliques. As palavras daquela mocinha de 20 anos foram escolhidas entre as 348 entrevistas já publicadas no Brasil entre agosto de 1975 e agosto de 2005.


Em 1983, Xuxa estava começando na Manchete, mas seu status como símbolo sexual ainda era forte.



Grande parte da entrevista feita, por Ivo Cardozo, se atém aos bastidores dos ensaios fotográficos  ou para o relacionamento com Pelé, seu namorado na época. 

Se hoje Xuxa não fala dos valores de seus contratos, antigamente se arriscava em cotar o preço de seus desfiles e chega até a dar uma opção de preço para apresentar o Clube da Criança.


E o que dizer sobre o futuro da modelo gaúcha?

E claro, não faltaram casos de fãs mais afoitos...



Já em 1996, completando 10 anos de Rede Globo, Xuxa não mais carregava o título de símbolo sexual, embora permanecesse entre as mais desejadas pelos “altinhos”, sua carreira como apresentadora estava consolidada e o título de realeza definitivamente ligado ao seu nome.


Dessa vez a entrevista, conduzida pelo editor Guilherme Cunha Pinto.



Ele abordou aspectos de sua entrevista anterior; sabem aquela curiosidade de “vamos ver se ela mudou com a fama e o dinheiro...”?


Nos casos sobre a vida de modelo, temos a famosa história da “cara de tesão” (que Xuxa também contou meses depois no Arquivo Confidencial do Domingão do Faustão).


E até aquela história da sauna improvisada no banheiro do hotel, que muita gente diz que não foi ao ar num TV Xuxa (mas foi, viu?)



E saindo da Xuxa modelo pra Xuxa cantora...

E recentemente, no programa Xuxa Meneghel, a loira falou sobre suas “rivais” Mara e Angélica. O mesmo foi dito há quase 20 anos. E depois ainda dizem que Xuxa não é mais Xuxa...

A Playboy fecha seu ciclo, mas existem especulações sobre um possível retorno ao mercado após uma negociação da marca com outra Editora. É, Playboy... se isso for verdade sabemos de uma pessoa que também fechou um ciclo de sucesso e encarou um novo desafio sem medo. Fica a dica pra sua primeira entrevista na possível nova fase...


“Tentei manter na lista dos 30 gente que continuasse a ter o que dizer, ou seja, cujas declarações se mantivessem atuais ainda que tenham sido dadas em 1977, 1988 ou 1996”. (Luiz Rivoro – Editor)


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...