terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Programa Xuxa Meneghel #26 - 15/02/2016

Colaboração: Leandro Franco


E o 26º Xuxa Meneghel teve uma abertura atípica. Dessa vez, o programa teve início sem nenhuma externa ou VT. Mas diferente do que acontecia nos primeiros episódios, Xuxa não fez nenhuma entrada no palco. E para boa parte dos fãs, uma entradinha, seja de onde for, continua fazendo a diferença. Volta a fazer Xu, são só uns segundinhos a mais :)


Os convidados da vez, Mc Gui, Gisele Itié e Buchecha, já apareceram logo de cara para dar início a mais um "Na Lata", que parece ter voltado pra ficar. Nessa semana a competição foi uma batalha de passinhos. O quadro parece ser uma grande aposta da equipe desde o começo e, depois da fase "calouros", agora vem se assemelhando aos concursos de dança do extinto TV Xuxa.



 Apostar nesse estilo de dança é algo bem arriscado; o passinho tem sua força nas comunidades do Rio de Janeiro, mas no restante do país não é tão atraente e quem está assistindo pode não se interessar pelos malabarismos dos "bondes", assim como Gisele Itié que não parecia muito animada com o que via...


E a coisa foi mais além, ainda tivemos VTs dos participantes em sua rotina nas comunidades onde vivem. Precisava mesmo? Todos têm histórias muito parecidas - assim como as músicas das performances, que chegam a ser irritantes pela repetição. Foi difícil assistir um bando de rapazes enchendo canecas de água e se jogando enquanto executavam os passinhos.
Daí a gente pensa: puxa, pra mostrar os participantes sensualizando com as canecas d'água dá tempo, mas mostrar a Xuxa chegando e sendo recebida pela plateia não?


Após a batalha, os convidados permaneceram para a estreia do quadro Qual é a Mímica - fazendo clara referência ao Qual é a Música, do Sílvio Santos. Mas o que realmente divertiu e chamou atenção foi ver Xuxa encarnando o Pablo do extinto programa do SBT e interpretando músicas como "O Amor e o Poder", da Rosana. Isso foi melhor do que a brincadeira propriamente dita e não teve quem não torceu para os participantes errarem todas, só pra aparecer nossa Pabla Meneghel no telão. Pode voltar mais vezes.


Adoramos nossa Rainha interpretando e fazendo releitura de qualquer coisa. Ela tem veia cômica, diverte e isso deve ser explorado sempre. Mas faltou um propósito maior na "participação cortada" dela no filme "Tropa de Elite". A diretora do programa, Patrícia Guimarães, revelou no Twitter que a encenação havia sido gravada em outubro e só agora foi editada. A impressão que tivemos foi que a própria Xuxa ficou sem saber como abordar a exibição do esquete, foi tão de repente....


Por fim, o programa mostrou o bonito trabalho do carioca Guilherme em um momento "Gente do Bem". O rapaz ganhou um bom incentivo para continuar seu ofício de levar leitura às crianças através de suas novas bibliotecas-triciclo, presentes oferecidos pela atração.


O programa talvez tenha saído prejudicado por ser exibido na semana seguinte a um dos melhores Xuxa Meneghel até hoje, o de Carnaval. A expectativa ficou alta demais e, pra variar, houve choro e ranger de dentes por parte dos fãs.
A atração acabou de receber nova direção e por mais que a ansiedade de se ver o que quer (que muitas vezes se confunde com o que se está acostumado a ver) seja gigante, ela jamais deve ser maior que o respeito por uma artista que, temos a certeza, quer sim fazer o seu melhor.


Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu ainda sou do seguinte palpite: #VoltaMarleneMattos

Fabiano Banna disse...

Achei bacana essa edição do programa, dinamismo é o que segura os espectadores.Acho que agora vai!!! :v

João Vitor disse...

Vocês tem o o especial de natal luz da xuxa 2009? Que passou na globo? Tem como posta ele em 480p? E me passa o link por favor

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...