quinta-feira, 7 de abril de 2016

Revista da Xuxa: Edições 28, 29 e 30

Por: Leandro Franco

Post novo! Revistinhas novas! Curiosidades novas! E... Biquini NOVO! Sim, pessoal, depois de mais de dois anos de existência, a equipe de produção da Revista da Xuxa decidiu que era hora de desenhar Xuxa com um novo modelo, afinal o nosso amigo verdinho de listrinhas pretas já tava mais pra lá que pra cá. Hahaha, desculpem a brincadeira, mas é que isso era quase tão esperado que a aparição dos Paquitos no gibi.
Vamos falar sério (ou quase!), está na hora de conhecermos os detalhes de uma nova leva da Revista da Xuxa: as edições publicadas entre abril e junho de 1991.



Edição 28

Clique aqui para download da versão digitalizada da revistinha nº 28

Na historinha de abertura, Xuxa enfrenta um monstro de chiclete! 


Vendo alguns quadrinhos foi impossível não se lembrar do Mr. Stay Puft, o famoso monstro de marshmallow dos Caça Fantasmas (1984). Lembram que no fim do filme os Caça-Fantasmas destroem o monstro e, com isso, uma “chuva” de marshmallow cai sobre a cidade?

Foi inspiração, não foi? (minuto 4:05)


Dizer que o monstro de chiclete foi inspiração é razoável, mas o que dizer de Moderninho querendo aprisionar um “Buá” na caixinha? Lá na edição 11 (novembro 1989) já não aconteceu algo muito parecido? Só que lá era um “já”. Pelo jeito a inspiração dos roteiristas estava no momento “já era”, buá!


Pavão tinha outros motivos pra chorar... Não é que o rapaz não conseguia uma namorada? Graças a esse “detalhe” que pudemos ver os primórdios do quadro Transformação. Ficou ou não ficou bom, pessoal?


Convidada de última hora pra uma festa, Xuxa resolver dar um trato no visual e sai pra comprar roupas. Mas, pera! A historinha é flashback? Ela já apareceu com essa roupa tantas vezes em outras festas... vai entender.


Já deu pra perceber que essa edição poderia ser resumida em “qualquer semelhança com outras edições será mera coincidência”, certo? Fechando o gibi, temos uma historinha bacana da Vovuxa e não pudemos deixar de lembrar do Escrabolius, o extraterrestre beijoqueiro lá da edição 17 (maio 1990). Pax seria um primo mais magro do Escrabolius?

No Correio da Xuxa, temos Xuxa sempre direta como a gente gosta. A menina foi tentar comover Xuxa com o combo “moro longe + amo você+ então me ajuda” e nossa loira respondeu com o kit “cada um com seus problemas, minha filha”. Xuxa nos representa!



Edição 29

Clique aqui para download da versão digitalizada da revistinha nº 29

A história de abertura mostra Xuxa tentando passar despercebida numa ida ao shopping. Ela sempre soube do assédio dos fãs e conduz isso bem, mas como conduzir a falta de noção do Praga?


Momentos sem noção da tartaruga-problema a parte, essa historinha é MUITO semelhante a uma publicada meses mais tarde no gibi de Angélica (Edição 16 - outubro 1991). Parece que alguém lá da produção do gibi da Angélica lia o gibi da Xuxa e até resolveu homenageá-la. Em ambas as histórias as protagonistas têm problemas em executar uma atividade normal para qualquer ser humano não famoso e resolvem recorrer a um disfarce (que não dá certo). A diferença fica no fato que Angélica se disfarçou de... XUXA. É...  Angélica já foi Xuxa um dia, tai o gibi que não nos deixa mentir.

Trocou o táxi pela nave também, Angélica?(Scan gentilmente cedida por Bruno Gonçalves)

Criar uma média de 8/10 histórias novas todo mês realmente deve ser algo difícil e temos que dar um desconto pra equipe de roteiristas quando a criatividade falha, afinal eles mais acertam que erram. Só que algumas coisas ficam totalmente sem sentido e é impossível não reparar. Na história do Dengue, ele enfrenta mil e um problemas para pegar uma pipa que ficou agarrada no alto de uma árvore. Ora, o Dengue não é um mosquitão? Por que ele simplesmente não voou até o alto e pegou a tal pipa? Ele já fez isso tantas vezes no gibi; teve até uma história onde o Praga faz de tudo pra poder voar como o amigo (Edição 15 – Março 1990)... Eu hein? Colocassem qualquer outro personagem que teria mais sentido.



Falando em outro personagem, pudemos conhecer a mãe do Mumu! Primeira vez que é mostrado alguém da família dos baixinhos. Ele é a cara dela, não?


Fechando o gibi, algo que já comentamos em posts anteriores: lembram quando adaptaram a capa da edição 8 (agosto 1989) para tira final da edição 18 (junho 1990)?


Pois então... Aconteceu de novo, só que agora deram mais asas à imaginação e a história rendeu e ganhou a participação do Temporão. Olha o ratinho que quer autógrafo da Xuxa aí de novo!


No Correio da Xuxa um pedido bem legal: depois de tanta comoção pelos Paquitos e pelo Frentinha, um garoto se lembrou das METRALHAS!!! Como ninguém pensou nisso antes? Mariana e Roberta no gibi. E olha que fácil: só precisariam bolar um desenho de personagem, é praticamente uma promoção de ocasião “Desenhe uma e leve duas”! Pena que não foi pra frente.



Outra menina foi bem direta: “Por que o Moderninho é tão chato? Um beijo.“. ô garota, tira o rancor desse coraçãozinho, ele só é chato em 99% das vezes, mas a gente ama de montão.


Uma baixinha disse que colecionava as revistas, mas tinha perdido algumas e resolveu escrever pedindo que alguém mandasse as faltantes (de graça, ela não falou em comprar). Ô menina, é gibi da Xuxa, não a Porta da Esperança. Xuxa até endossou o pedido e deixou o recado pra quem quisesse mandar os gibis. Sinceramente? A resposta devia ter sido: quem for enviar, mande também um vidro de óleo de peroba pra ela passar nessa cara-de-pau nível jequetibá da Amazônia.



Um novo anúncio de produtos com a marca Xuxa apareceu! Dessa vez, a empresa Champion apresentou o relógio que tinha pulseira pra montar e desmontar, a calculadora e uma quebra cabeça. Todos itens traziam exclusivamente imagens da Xuxa dos quadrinhos.



A edição 29 fechou o ciclo de capas com a roupa das borboletas, foram três capas no gibi, uma no Almanaque e uma no gibizinho. Foi a roupa que mais apareceu em capas na história da revista.




Edição 30

Metade! Sim, chegamos á metade das edições comercializadas da Revista da Xuxa e a loira ganhou um presente da Equipe de Produção do gibi: um biquíni novinho em folha! Finalmente ela pôde aposentar o verdinho que já devia estar gasto pelo cloro e pela água do mar.

Clique aqui para download da versão digitalizada da revistinha nº 30

Já na historinha de abertura, Xuxa ganhou um amor italiano. Ah, ele não se parece com o Junno? Parece sim...


Será que os gibis da Xuxa têm algo profético? A primeira viagem que Xuxa fez com Junno foi um cruzeiro pelo Mediterrâneo, que incluía uma parada em Veneza – clara referência  para a cidade do gibi, Vazágua – e Junno, em 21/08/2013, postou em seu Instagram:


Falando em internacionalidades, o Praguinha andava todo preocupado com os estrangeirismos que cresciam na nossa língua. Quis até mudar de nome pra ficar mais adequado... O que chamou atenção mesmo foi não utilizarem o tradicional “fim” dentro da boquinha pra encerrar a história. Ok, podiam ter usado o “The End”, mas que o fizessem dentro da boquinha, afinal boca é boca em qualquer lugar do mundo.


O Praga “pai” não estava preocupado se a língua portuguesa estava perdendo espaço para a língua inglesa, ele estava mais preocupado em cobiçar o que era dos outros e deixando a inveja tomar conta de tudo. História bem interessante e que pode ser direcionada a adultos também.


Perninha voltou disposto a pedir OUTRA revanche naquela história de quem é mais veloz: a lebre ou a tartaruga. Se deu mal, de novo ( e isso já tinha acontecido na edição 18). Praga, pelo visto, aprendeu com o Dengue a chegar rápido nos lugares.


Praga na disputa com o Perninha fez a mesma coisa que o Dengue, não fez?

Trecho da história  "Vamos Malhar" publicada na edição 26, em fevereiro de 1991

O Correio da Xuxa reservou espaço para os baixinhos que aprovaram o cenário versão 91 do Xou da Xuxa. Era lindão, mesmo!




Um garota pediu acrósticos na revistinha! Sim, acrósticos! Xuxa, como de costume, respondeu com a clássica “sua sugestão foi anotada”. 



Seria bem mais legal se ela respondesse com um acróstico:

Sua
Excelente sugestão
Mostrou

Como
H á
Anseios por
Novidades
Claramente
Especiais

Uma outra pediu uma revista pra cada personagem. Sem comentários... Pelo menos essa a Xuxa já cortou de cara, mas é interessante lembrar que só as Paquitas chegaram próximas disso. Um gibizinho foi lançado com o nome delas em 1992.


Fechamos por aqui, pessoal. Semana que vem tem o resultado da promoção “Crie um Modelito para a Xuxa”, tem “Amiguinha Xuxa” em espanhol e mais um monte de referências famosas nos gibis 31, 32 e 33. Até lá!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...