terça-feira, 5 de julho de 2016

Programa Xuxa Meneghel #46 - 04/04/2016

O 46º Programa Xuxa Meneghel começou com um "Toc Toc" que deu o que falar mesmo antes de ser exibido. Bastaram algumas fotos da Rainha caracterizada como mendiga serem publicadas para que matérias de qualidade duvidosa pipocassem nos sites de fofoca entretenimento. Infelizmente a regra que utilizam com Xuxa - desde sempre - é: "apedrejem, esculhambem, critiquem, depois, se sobrar tempo, assistam". Levantaram a bandeira de que Xuxa estaria imitando o colega Gugu Liberato e explorando a desgraça alheia. O mais triste é saber que muitos que se dizem "fãs" embarcaram nessa e ajudaram a propagar as falsas colocações.



Pois bem, aqueles que se permitiram assistir primeiro para depois comentar, viram que a caracterização de moradora de rua era mero artifício para poder se aproximar de Tia Jane, que diariamente distribui alimentos para os moradores de rua do Rio de Janeiro. A história mostrada foi a de uma mulher que serve de inspiração a todos que sabem o valor de se retribuir o que nos é dado. Mais uma vez Xuxa conseguiu fazer uma matéria de bom gosto sem apelar para o sensacionalismo, mesmo com o excesso de congelamentos de imagem em preto e branco que a emissora teima em usar em seus programas, mas que são amenizados pela leveza que Xuxa conduz suas matérias.


Terminada a matéria inicial, a noite foi de reencontros no palco do programa. Xuxa recebeu convidados que fizeram história em seus programas, principalmente na época do Planeta(1997-2001): Compadre Washington e Beto Jamaica (É o Tchan), além do casal Sheila Mello e Fernando Scherer (você pode conferir como nossa loira faz parte da trajetória do casal clicando aqui).


O revival de atrações de programas antigos não parou por aí. Numa outra matéria externa a repórter Nany People acompanhou o youtuber Jhonny Darling - famoso pelos "closes" que ele dá em seus vídeos cantando enquanto dirige - no trajeto aeroporto/Rede Record. Uma espécie de "Car Pool", Pegaram carona no passeio: Reinaldo, ex-vocalista do grupo Terra Samba, Tuca, ex-vocalista do Jammil e Uma Noites e Carla Cristina, ex-vocalista do grupo As Meninas.


Aliás, ao ser chamado no palco, o youtuber não se soltou tanto como nos seus vídeos. Xuxa percebeu e deu um "aham... senta lá" e volte quando ficar mais a vontade. Até Nany People pareceu frustrada com a inibição do rapaz. Consciente de que não rendeu o que esperavam, Jhonny se justificou através de seu perfil no Facebook.

Hummm, então tá, então. 

Outra matéria conduzida por Nany misturou jornalismo e ficção, o que talvez não tenha dado tanta liga... Nany mostrou a história do aposentado Luiz, que construiu um "castelo" no Espírito Santo com material reciclado. Foi a deixa para Nany sair em busca do seu príncipe e ter um final feliz. O moço acabou sendo levado para o palco e Nany se estabacando no chão de tanta emoção. As matérias da repórter são mais divertidas quando há mais espontaneidade e menos roteiro.


Voltando ao palco, precisamos destacar ótimos momentos da atração: o reencontro de Xuxas, no qual nossa loira acabou criando a hashtag  #OrgulhoXuxa; o musical do É o Tchan que botou tanto Sheila quanto nossa Rainha pra sambar e relembrar os tempos de Park/Planeta, com direito a um comentário bem sincero e curioso da nossa loira sobre as críticas que recebia na época que o grupo se apresentava em seus programas por conta de suas letras de duplo sentido; além do Jogo das Setas com Scherer e Sheila enfrentando a dupla Compadre Washington e Beto Jamaica.


Mas o momento realmente mais esperado ficou pro final: Xuxa topou o desafio proposto pelo professor de dança Michel Castro: descer até o chão, com toda a sensualidade que a coreografia pedia. A loira se vestiu como o professor de dança, com direito a barba e a uma segunda pele que recriava as tatuagens do rapaz, e fez a coreografia do hit Work, da cantora Rihanna. Dá pra ter um desafio desses toda semana? Xuxa mais uma vez arrasou!


Só não entendemos o porquê de se fazer a apresentação do rapaz como se ele fizesse parte do Sátiros Moto Clube. Tudo bem que a ideia era iniciar um papo sobre "mistura de tribos" e depois surpreender os convidados quando ele se livrasse do disfarce de motoqueiro e começasse a dançar, mas faltou alguma coisa pra isso realmente ficar 100%. Michel foi um bom exemplo de atração das redes sociais e internet que funciona na TV, enquanto o rapaz das músicas no carro já não deu tão certo. Como disse Xuxa à Revista Caras: "é difícil saber o que as pessoas querem ver na TV hoje em dia". pudemos conferir que o que funciona bem no YouTube não funciona igual num palco de programa de TV.


Questionamento a parte, tivemos um dos programas mais variados até hoje, com um pouco de tudo: externas, entrevista no palco, brincadeiras e nossa Rainha soltando a franga. Ficou com gostinho de quero mais! Ela disse "orgulho de ser Xuxa" e nós endossamos.


Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Anônimo disse...

vcs estão de parabéns por suas postagens não entendo porque os sites ficam contabilizando quantas vezes a Xuxa perde pro ratinho e ficam vendendo uma imagem errada do programa da Xuxa como se o mesmo não tivesse conteúdo estão tratando a Xuxa como se ela não tivesse história na tv e tivesse começando agora . também não entendo pq a Sonia Abrão agora fica perseguindo a Xuxa toda semana fica mandando indireta é um absurdo a falta d respeito q ela tem com a Xuxa.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...