domingo, 30 de outubro de 2016

XSPB 13 - o 13 dá azar?

Por: Leandro Franco

Hoje é dia 31 de outubro, Dia das Bruxas – Halloween – em muitos países. Aqui no Brasil, o Dia das Bruxas não é muito popular ainda e timidamente vem conquistando seu espaço no nosso calendário.

Falando em bruxa, que tal falarmos daquela que vem assombrando um trabalho da nossa Rainha? O XSPB 13! Opa, 13...  O número 13 é indicativo de azar em muitas culturas. A origem disso ninguém sabe ao certo. Teorias das mais variadas tentam explicar porque o número 13 é tão “perigoso”... Cristo teria sido crucificado numa sexta-feira 13; em Roma (a.C.) não se formalizavam decretos neste dia... é muita informação, superstição.

Que bruxa é essa que ronda o XSPB 13? Se ainda fosse a Keka...

O fato é que nunca um trabalho de Xuxa foi tão “azarado”. Cada hora é uma coisa, um problema, um detalhe e com isso a espera por seu lançamento se prolonga por semanas, meses, ANOS! Ao que tudo indica, o problema encontra-se nas questões burocráticas e na postura da gravadora Som Livre, mas essa não é a primeira vez que a empresa dificulta a execução de um projeto de Xuxa.

Será que agora vai? Cruzem os dedos!



Saída da Som Livre
Em maio de 2009, Xuxa deixou a Som Livre e assinou contrato com a gravadora Sony Music. A troca de gravadora pegou todo mundo de surpresa, afinal foi na Som Livre que Xuxa se consolidou como a maior vendedora de discos do Brasil, mas a gravadora não mais estava disposta a custear o XSPB da forma como Xuxa esperava.

Notinha publicada na Revista Veja, em 20.09.2009

Ao ser questionada, cerca de um ano após sua “troca”, Xuxa foi clara:

- Estava muito sozinha e precisava de mais apoio. Eu sou metida, sabe? Trabalho com os melhores profissionais do mercado! Preciso da fantasia, tenho que criar um cenário de sonho, preciso de um bom trabalho na minha voz, que não tenho, preciso de um aparato todo para que a criança se encante, tenho pedagogos e psicólogos na equipe e a gravadora me dá o mesmo orçamendo que um cantor que grava no esquema banquinho e violão? Não pode! Fui, então, em busca de parceria. Queria uma gravadora que me valorizasse e sonhasse junto comigo.

(Revista Canal Extra, 10/10/2010)

Xuxa recebendo disco de platina triplo das mãos do presidente da Sony Music Brasil,
Alexandre Schiavo, no TV Xuxa de 28/11/2011

Pela Sony Music, Xuxa lançou os volumes 9, 10, 11 e 12 da série XSPB. A decisão foi acertada, as edições ganharam produção caprichada e deram continuidade ao “projeto do coração – como ela se referiu ao lançar o volume 1 em 2000 – de Xuxa. Foi pela Sony, inclusive que Xuxa teve editados seus primeiros trabalhos no formato Blu-ray, o que posteriormente foi seguido pela Som Livre em relação a algumas edições.

As quatro edições do XSPB lançadas pela Sony Music



Volta à Som Livre
Cinco anos se passaram e findo o contrato com a Sony, Xuxa voltou à Som Livre para uma nova parceria. Em maio de 2014, a gravadora fez uma recepção e tanto para receber sua maior estrela de volta.

A festa de boas vindas à Xuxa na sede da Som Livre, em 07/05/2014


No dia 07/05/2014, cerca de 130 funcionários da empresa, incluindo o presidente Marcelo Soares e Lucinha Araújo, viúva de João Araújo, que foi presidente da empresa por 40 anos, fizeram uma festa de boas vindas para Xuxa e aproveitaram para inaugurar a Sala da Fama João Araújo.

“Xuxa essa é a nossa, sua casa. Bem-vinda de volta à casa. A gente ficou com muita saudade e estamos muito felizes por você estar de volta e por tudo que podemos fazer por você. (...) Esse dia é muito especial e temos o prazer enorme de receber Lucinha Araújo com a gente. Recebemos de volta a maior artista da Som Livre e homenageamos o João Araujo"

Xuxa, Lucinha Araújo e o atual presidente da Som Livre, Marcelo Soares

Xuxa, emocionada, retribuiu o carinho:


“Fico muito feliz. Nunca deixei de ser Som Livre e, por incrível que pareça, eu torcia (pelo retorno). Eu realmente faço parte daqui e a gravadora faz parte da minha vida. O que vocês estão fazendo agora é um carinho no coração e agradeço muito. Sei que voltei para casa.”




Começando o XSPB 13
Se a volta “oficial” de Xuxa aconteceu no início de maio, um pouco antes ela já trabalhava na 13ª edição do XSPB. Com o tema “O ABC do XSPB”, a loira preparava uma edição bem diferente das anteriores. Começando pelas faixas: 26 músicas, uma para cada letra do alfabeto, e uma música de abertura, totalizando 27 faixas. A novidade continuava com a inclusão do namorado Junno, no projeto:

“Ele me mostrou um trabalho que tinha com amigos, ainda incompleto. Quando escutei vi logo que poderia ser um XSPB, já imaginei o vídeo. É uma proposta diferente. Juntou a vontade de fazer coisas novas com o lado lúdico e educativo necessário ao projeto”
                                                                                                                               (Caras, 21/03/2014)



Tema escolhido, coube a Junno e seus parceiros Bozzo Barreti, Marcelo Barbosa, Elias Almeida e Fábio Caetano finalizarem as canções, cada uma a partir de uma letra do alfabeto.

“Além da preocupação normal de fazer uma boa música, com rima, métrica, tínhamos de atentar para a forma correta de falar sobre cada letra, já que se trata de projeto educativo. Tudo sem perder a graça, o lúdico. Não esquecendo, primeiro, de agradar à dona Xuxa”
(Junno, em entrevista à Revista Caras, 03/09/2014)





Xuxa começou a colocar voz nas canções já no final de abril no estúdio de Ary Sperling, produtor musical que participa do projeto desde a edição 4 (2003).

Uma das sessões de gravação das músicas do XSPB 13, em 29/04/2014


Em 02/07/2014, Xuxa, orgulhosa, postou em seu perfil no Facebook que as gravações das músicas estavam finalizadas e ainda fez um agrado aos fãs mostrando um bom trecho da última faixa, “Zuza, o Zelador”.





Os clipes
Com as faixas gravadas, seguiu-se à gravação dos clipes musicais. A direção do vídeo ficou por conta de Paulo de Barros, que também já é velho conhecido do projeto.

Xuxa e Dudu ao lado de Paulo de Barros e Junno

Pela primeira vez não haveria bailarinos e coreografias. O motivo? Na mesma época Xuxa estava no auge do seu tratamento para a sesamoidite, uma inflamação de dois ossos pequenos localizados na parte da frente dos pés, que a obrigava a andar com uma incômoda bota ortopédica no pé esquerdo e, consequentemente, com os movimentos limitados.

“A ideia surgiu por eu estar com o pé quebrado. Foram usados 40 bonecos para representar letras, crianças e personagens do projeto”

Os vídeos foram filmados usando-se o que chamam de “plano americano”, filmagem com enquadramento da cintura pra cima e para isso foi utilizada uma câmera parada, o que também foi novidade em relação às edições anteriores.



Dessa vez até os tradicionais personagens foram “recriados” na versão fantoche. Sim, os fantoches são as estrelas do projetos. Ratinhos, Bila-Bilu, Txutxucão, Hipopotamoio... todos serão fantoches, lindos, diga-se de passagem.

Os tradicionais personagens do XSPB em sua versão "muppet"

As gravações dos clipes começaram em 04/08/2014 e se estenderam pelos dias seguintes. Várias fotos foram postadas nas redes sociais de Xuxa e assim pudemos conhecer um pouco mais do que estava sendo preparado. Até o início de setembro, a produção estava a todo vapor.




Saída da Globo e Começo na Record
No fim de 2014, os boatos de que Xuxa trocaria sua emissora de 29 anos pela Rede Record ganharam força e foram confirmados em março de 2015. E agora? Como ficaria a situação de Xuxa na sua gravadora. É sabido que a Som Livre faz parte do Grupo Globo e que nunca teve em seu elenco artistas de outras emissoras. As coisas começaram a se complicar...



Inúmeras matérias davam como certa a rescisão de contrato de Xuxa com a gravadora e seu retorno para a Sony ou até mesmo para alguma gravadora do grupo de Edir Macedo, que fosse responsável pelos lançamentos musicais da Rede Record.
O tempo foi passando, nada foi confirmado e Xuxa permaneceu na Som Livre. Especulou-se de que ela poderia permanecer na empresa, mas a gravadora estaria desobrigada a divulgar qualquer lançamento seu por ela não mais pertencer ao Grupo Globo.

Num efeito dominó, a saída de Xuxa da emissora carioca refletiu em outras empresas do Grupo Globo


A mobilização do fãs
Uma vez que o projeto foi divulgado, fotos mostradas e até participações confirmadas (como a menina Maysa, filha de Tânia Mara e Jayme Monjardim), o público de Xuxa ficou na expectativa de um posicionamento sobre o XSPB 13.

Maysa fará sua estreia como cantora no XSPB 13


Durante as gravações de seu programa semanal, Xuxa passou a ter que responder quase sempre, nos intervalos, sobre quando sairia o volume 13. No começo, ela ainda arriscava responder que sairia em breve, mas nunca uma data definida. Com a chegada de datas relativas ao universo infantil aumentava a expectativa: julho e férias escolares, outubro e dia das crianças, dezembro e natal... Nada!

Sem uma solução, os fãs decidiram se mobilizar e iniciaram uma maratona de reclamações registradas no site “Reclame Aqui”. Se olharmos o histórico de reclamações da empresa no site, veremos que de junho para cá o número de registros pedindo uma posição definitiva sobre o lançamento aumentou de forma considerável.

Em junho a Som Livre considerava o lançamento ainda no ano de 2016
e, curiosamente, a essa data o projeto já estava inscrito para disputar o Grammy Latino.

A empresa parece ter se atrapalhado com as datas, começou anunciando que o lançamento estava previsto para esse ano, depois chegou a dar o mês de setembro como data e agora não tem respondido.

Em agosto, a data prometida passou a ser setembro...


Letra G: A indicação ao Grammy 2016
Imaginem a surpresa de todos os fãs ao lerem no dia 21/09/2016 que o XSPB 13, mesmo sem ter sido lançado, era um dos indicados para concorrer ao Grammy Latino de Melhor Álbum Infantil, na cerimônia do dia 17/11.

O Twitter do Xuxa.com anuncia a indicação em 21/09/2016


Pois então, o projeto foi indicado e nem foi lançado. Como é possível? 
Vamos às regras rapidamente: podem disputar o Grammy os álbuns lançados entre o período de elegibilidade que, para este ano, foi de 1º de julho de 2015 a 30 de junho de 2016. 
Quem inscreve os discos? As gravadoras inscrevem suas gravações lançadas durante o ano de elegibilidade que consideram dignos de reconhecimento no processo do Latin GRAMMY. Ou seja, a Som Livre pensava em lançar o XSPB 13 em algum momento entre essas datas acima.


Como foi feita a inscrição? O calendário do Latin Grammy determinava que de 4/04/2016 a 11/05/2016 era o prazo para envio dos produtos físicos e cópias de inscrição. O XSPB não chegou a ser lançado fisicamente, provavelmente foi inscrito via “cópia de inscrição”

O que deu errado? A regra é clara: “qualquer produto que tenha sido lançado no mercado durante o período de elegibilidade e que tenha sido gravado em português ou espanhol” está apto a concorrer ao Grammy. O XSPB viu suas chances irem ralo abaixo nesse momento. Praticamente deram o doce pra criança e arrancaram antes da primeira mordida.

O XSPB 13 iria disputar a categoria Melhor Álbum Infantil Latino com os discos 1,2,3 Llega Navidad (ClaraLuna); Canciones De Sol (Marta Gómez); Canciones De Cri Cri 'El Grillo Cantor, (Omara Portuondo); Arriba Abajo (123 Andrés) e Canciones Y Palabras, Vol. 1 (Vários Artistas).




Sim, o verbo é no passado mesmo. Desde a semana passada, a página oficial do evento (https://www.latingrammy.com/pt) excluiu o nome do XSPB 13 da lista dos indicados. Com isso, Xuxa volta a ter seis indicações ao Grammy Latino, tendo vencido duas delas. 



Letra R: Rei, Roberto, Reclamação
Depois que as reclamações dos fãs sobre um possível “boicote” da Som Livre em relação à Xuxa ganharam destaque em vários sites, uma nova justificativa foi dada para o não lançamento. Parece que Roberto Carlos – ele mesmo, o “Rei” – não havia gostado de do fantoche que o representava num dos clipes. Provavelmente o clipe da Letra R: rei, Roberto... O cantor pediu que o boneco fosse modificado.


A coluna de Ancelmo Gois de 21/10/2016 revela um novo capítulo da saga do XSPB 13


Ok, a Som Livre quis evitar uma futura demanda judicial com o cantor e preferiu segurar ainda mais o lançamento; mas sejamos razoáveis: esse DVD não está pronto há pelo menos um ano e meio? O próprio presidente da gravadora não acompanhou parte das gravações? Não viu os tais bonecos de perto? Não assistiram à edição final (sim, ela existe, lembrem-se que foi enviada para o Grammy)? Por que SÓ AGORA foram mostrar esse bendito boneco pro Roberto Carlos? A última coisa que podem alegar é que não tiveram tempo...

A equipe da Som Livre, incluindo seu presidente, acompanha as gravações do XSPB 13



Letra E: Esperança
Fã é mesmo guerreiro e fã da Xuxa, quando quer, é “invencível, pode crer”... A mais recente manobra dos fãs é criar uma petição pública para que a Som Livre lance o projeto de uma vez por todas. Organizada Por Lindy Gouveia, fundadora de uma das maiores redes de fãs da Xuxa, o grupo “Turma da Xuxa” no Facebook, a petição é o recurso que está movimentando os fãs. A petição é uma das campanhas do recém lançado site  Campanhas X.

Clique na imagem acima para ser redirecionado ao site da petição. Faça sua adesão!

A propósito, também foi ela (Lindy) que começou a mobilização para que os fãs se organizassem e deixassem seu pedido de lançamento na fan page da gravadora. Dezenas de comentários tomavam conta dos posts da Som Livre... Literalmente assinamos embaixo dessa iniciativa. Xuxa já fez muito por nós, façamos isso por ela também, Sabemos o quanto Xuxa ama esse projeto e o que ele representa para ela. Mesmo que não seja algo direcionado ao seu público adulto, é dele que pode partir a força para que alguma coisa seja feita.

Comentários como esses estão por todas as postagens na página da Som Livre
A mobilização não para por aí. Há também um site, o Campanhas X, que entre outras campanhas


Letra R de...
Registramos aqui nosso apelo à Som Livre que lance logo o XSPB 13. Xuxa é, e provavelmente sempre será, a maior estrela dessa gravadora. Cada pessoa que entrar na Sala da Fama João Araújo, verá que o maior espaço está dedicado a ela.



Façam isso pela história que essa artista construiu, pela memória de João Araújo, que tanto a considerava e vocês sabem disso, tanto que convidaram sua esposa Lucinha para estar junto de Xuxa na inauguração, pelo profissionalismo que vocês têm, pelos profissionais que participaram do projeto e, sobretudo, pelas palavras que o presidente Marcelo Soares disse:

“Eu quero que esses momentos que você passar aqui com a gente sejam um símbolo, um retrato de todas as felicidades que te aguardam aqui nos próximos anos. A gente está muito feliz por você estar de volta e pelo que você representou pra gente e pra essa empresa por tantos anos, mas, principalmente, por tudo que a gente tem certeza que pode fazer com você e pra você nos próximos 25 (anos)”
 




É difícil crer que todas essas palavras e o carinho desse vídeo sejam condicionados a cláusulas contratuais de permanência ou não numa emissora.

O ABC é do XSPB, X é de Xuxa e R, acima de tudo, é de RESPEITO!


Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Anônimo disse...

A Xuxa deveria fazer assim, se a Som livre não vai lançar o XSPB 13, então vou vazar TODAS as minhas músicas da era Xou, Park, Planeta kkkkkkkkkkkk Alice! e disponibilizar o XP13 de graça em alguma plataforma. Alice²


Éric Bernardino disse...

Vaza também o Planeta Xuxa com a cantora Thalía!

jaquisongomes disse...

Ótimo post! Explicou tudo!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...